A nova era da humanidade

Conforme consideramos há pouco, o homem traz consigo o sentimento inato de sua destinação futura: a felicidade.

A analize do perfil geral dos habitantes da terra, demonstra que os que aqui reencarnam são espiritos com virtudes e vicios bem visiveis. Não somos mais os homens das cavernsa, embora pareça algumas vezes, nem somos seres angélicos.

Allan Kardec faz duas classificações importantissimas que merecem ser mencionadas aqui.

Uma, a escala espirita baseia-se no grau de adiantamento dos espiritos em suas qualidades e imperfeições. Conforme ele mesmo esclarece, esta classificação não é absoluta.

Sugerido pelos espiritos superiores, o codificador dividiu a classificação dos espiritos em três ordens e dez classes, as quais são explicadas minuciosamente em “O livro dos Espiritos”, a saber.

Terceira Ordem: Espiritos imperfeitos:

Décima Classe: Espiritos Impuros

Nona Classe: Espiritos Levianos

Oitava Classe: Espiritos Pseudo-Sábios

Sétima Classe: Espiritos Neutros

Sexta Classe: Espiritos Batedores e Perturbadores

SEGUNDA ORDEM: Bons Espiritos

Quinta Classe: Espiritos Benevolos.

Quarta Classe: Espiritos Sábios

Terceira Classe: Espiritos de Sabedoria

Segunda Classe: Espiritos Superiores

PRIMEIRA ORDEM: Espiritos Puros

Primeira Classe: Classe Única.

A outra entendendo que os espiritos de cada classe tem suas caracteristicas marcantes, consequentemente os mundos em que habitam teram suas peculiaridades e essas particularidades, formam as diferentes categorias de mundos, como segue:

MUNDOS PRIMITIVOS:

Destinados às primeiras encarnações da alma humana.

MUNDO DE EXPIAÇÃO E PROVAS:

Onde domina o mal.

MUNDOS DE REGENERAÇÃO:

Nos quais as almas que ainda tem o que expiar haurem novas forças, repousando das fadigas da luta.

MUNDOS DITOSOS:

Onde o bem sobrepuja o mal.

MUNDOS CELESTES OU DIVINOS:

Habitações de espiritos depurados onde exclusivamente reina o bem.

A terra está classificada como o mundo de expiação e provas, devido ao grau de imperfeição dos espiritos que habitam.

A transição de uma categoria para a outra é efetuada de tempos em tempos, dentro de programação da providencia divina, para que um mundo ascenda na escala evolutiva é necessário que os espiritos ai reencarnados mudem, igualmente, o movel de suas ações.

As imperfeições morais como causadoras das aberrações e das crueldades, dos paradoxos e dos exageros, devem ser vencidas pelo sacrificio pessoal e pelo devotamento a iluminação própria e do planeta.

O planeta terra se encontra nesse periodo de transição,  quando deixara de ser de provas e expiações, passando a mundo de regeneração. Quando isso ocorrer, somente os espiritos da categoria dos regenerados o habitaram, sendo encaminhados pela lei das afinidades a outras moradas da casa do pai, os espiritos rebeldes e mesquinhos para que ai no decurso de novas existencias reabilitem-se a retornar a terra.

Assim, compreendemos que o exilio em outras esferas e mundo é a suprema oportunidade de redenção dada aos espiritos recalcitrantes, oportunizando-lhes o avanço para o qual foram criados por Deus.

A nova era, prometida por Jesus com a implantação do reino de Deus na terra, chegara mediante os avanços sucessivos, passando de classe a classe, de mundo a mundo, quando alcançará a posição de puros espiritos.

Desde já, podemos começar a construção desta era atraves da propria classificação, abandonando o proprio homem, para envergar a túnica nupcial que a parabola do festim de bodas apresenta.

A viagem desde o atomo até o homem integral respeita a vontade e o livre árbitrio do ser, que pode, acelerar ou atrasar o seu progresso de iluminação e crescimento vertical até Deus.

Pesquisado no livro “Noções Gerais de Espiritismo”, Autor: Publio de Paula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.