PORQUE ESTUDAR A DOUTRINA

V

Devemos entender que embora Jesus tenha sido o Maior Sábio, dentre todos os homens que habitaram a Terra, o Mestre Nazareno foi enviado por Deus para especificamente deixar a derradeira mensagem do Evangelho capaz de libertar os homens dos ciclos reencarnatórios, quando exercitarem o mandamento que diz: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.
Os pormenores regentes da vida espiritual, embutidos nos seus ensinamentos, foram deixados para que os futuros mensageiros patrocinassem os detalhamentos desses conteúdos, em intensidades sempre correspondentes á compreensão da humanidade terrena, nos tempos em que forem divulgados.
Diante da realidade, á respeito do Ser Sublime que é Jesus, porque a incoerência em pensar, ou acreditar que a obra base da doutrina espírita, coordenada por Allan Kardec, não comporte acréscimos, se este mensageiro, ainda distante da magistral competência de Jesus, tenha sido enviado pelo Alto para codificar os ensinamentos da doutrina dos espíritos, cujo conteúdo foi ditado por seres também ainda distantes do poderio e da sabedoria do Mestre Nazareno.
Assim, usando o bom senso, e racionalizando o processo estruturado pelo Alto Comando Sideral para direcionar a evolução do Planeta Terra, chegaremos ao entendimento de que não é ofensa, nem desmérito, a qualquer que seja o mensageiro dos ensinamentos sobre o mundo espiritual, se acreditar que, mais tarde virá outro e mais outro acrescentar algo em sua mensagem, em atendimento ás necessidades dos mais capacitados ao aprimoramento espiritual, por meio de novas elucidações sobre o além túmulo.
A doutrina dos espíritos, o Espiritismo, segue lei regente em todo Universo, que é a do aprimoramento de toda a Criação de Deus. Portanto se acalmem os fieis espíritas sectaristas e ortodoxos, defensores da crença de que somente devem ser validados os escritos oriundos das obras do grande codificador do Espiritismo Allan Kardec.
Os espíritas sensatos, não devem somente atentar para enaltecer o nome do codificador, mas sim, devem se unir para valorizar a grande obra edificada por ele, e colaborar em seu aprimoramento, agregando á ela os novos conceitos que surgem, tão somente enviados á Terra por permissão do Alto e sobre tudo por Deus que a tudo dirige, permite ou impede.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *