Perdas de entes

Não há ninguém no mundo que já não tenha chorado o desencarne de um ente querido.

É uma dor que remédio algum consegue aliviar.

Principalmente, se o coração que sofre é um coração de mãe, principalmente quando parte em tenra idade, em acidentes ou doenças graves. Não tem consolo, a dor é muita, e muitas famílias são destruídas por estas perdas que se tornam irreparáveis.

A doutrina espírita tem sido não um remédio mas uma maneira de suportar as perdas à saudade, dá através dos seus ensinamentos uma esperança que um dia teremos a oportunidade de nos reencontrarmos no mundo da erraticidade (mundo dos espíritos).

Não é um consolo mas uma maneira de regarmos a sementinha da fé que existe dentro de cada um de nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *